Policiais Militares do 4º Batalhão de Polícia Ambiental em patrulhamento pelo município de Mirassol/SP com vistas à denúncia que versava sobre pássaros em cativeiro, avistaram no local da denúncia vários pássaros mantidos em cativeiros, dispostos em várias gaiolas.

No local se encontrava uma moradora, que ao ser indagada sobre as aves, informou que era de seu marido e que ele não se encontrava, sendo que, com a devida autorização da moradora, os Policiais Militares Ambientais adentraram no local para devida vistoria domiciliar. Durante a vistoria foi localizado uma espingarda de calibre .20 sem marca aparente, 10 cartuchos do mesmo calibre, sendo 04 intactos e 06 deflagrados e ainda materiais de recarga de cartuchos, além de 01 animal nativo da fauna silvestre, “Tatu Galinha” abatido.

Dentre as aves nativas, um total de 35, espécimes como, Galo de Campina, Canário da Terra, Nero, Bicudo, Tejo (Sabiá do campo), Guaxe e Coleirinho Papa Capim, mantidas em cativeiro sem autorização do órgão competente.

Diante dos fatos, os materiais e animais foram apreendidos e encaminhados juntamente com a moradora para prestar esclarecimentos à Delegacia de Polícia Judiciária, e posterior apurações criminais.

Administrativamente foram elaborados os autos de infrações ambientais, por ter em depósito produto da fauna Silvestre e por ter animais em cativeiro. A arma e munições foram apreendidas pelo Delegado de Polícia, o animal abatido foi encaminhado para degradação e as aves em seu estado bravio, foram soltas em seu habitat natural.

Em casos de dúvida, procure uma das unidades para orientação:

1ª Cia – São José do Rio Preto – (17) 3201-3670
2ª Cia – Fernandópolis – (17) 3348-1020
3ª Cia – Franca – (16) 2103-6350
4ª Cia – Ribeirão Preto – (16) 3996-0450

Fonte: 4º Batalhão de Polícia Ambiental

Like